Grécia e Nigéria entraram no Free State, em Bloemfontein, conscientes de que apenas uma vitória pode manter as duas equipas na luta pelo apuramento. No entanto, as duas formações pouco fizeram por isso.

Os nigerianos controlaram os primeiros minutos de jogo mas o futebol jogou-se muito, e nem sempre bem, na zona do meio-campo.

Nas bancadas só não se adormecia porque as vuvuzelas não o permitiam e um livre lateral ofereceu à Nigéria a possibilidade de ficar na frente do marcador.

Do lado esquerdo do ataque da equipa africana, Kalu Uche marcou o primeiro da Nigéria no Mundial 2010. O nigeriano bateu com a intenção de cruzar mas a bola passou por toda a gente sem sofrer qualquer toque e foi alojar-se na baliza de Tzorvas.

A Grécia não parecia ter forças para reagir e uma atitude impensada de Sani Kaita deu um empurrão a uma Grécia até aí incapaz de se soltar e criar lances de perigo. O médio nigeriano agrediu Torosidis e viu o vermelho directo quando estavam decorridos 32 minutos.

Quase automaticamente a Grécia cresceu no jogo e aos 38’ Gekas possibilitou uma grande defesa a Enyeama.

Mais dois minutos e Haruna evitou o empate em cima da linha de golo, mas acabou por ficar ligado ao golo grego que apareceu aos 43’. Gekas rematou fora da área e o médio do Mónaco acabou por desviar a bola e enganar Enyeama. Estava feito o empate à beira do intervalo.

A Nigéria acabou a primeira parte em dificuldades e Lars Lagerback vai ter de arranjar maneira de compensar a expulsão de Kaita.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.