Na pequena vila de Makweya, David Makoeya “lutou” com a mulher e com os dois filhos pela posse do comando do televisor, no qual pretendia ver o jogo Alemanha-Austrália.

Os restantes familiares queriam assistir a um programa de “gospel” e, quando Makoeya mudou o canal, foi atacado pelos três familiares.

A polícia acredita que o objectivo não era matar David Makoeya, mas apenas assustá-lo.

“Parece que lhe empurraram a cabeça contra a parede”, afirmou um responsável da polícia, acrescentando: “Telefonaram para a polícia depois de ele estar ferido, mas quando chegámos lá o homem já estava morto”.

Os três familiares da vítima foram detidos, mas a filha mais nova, de 23 anos, já foi libertada. A mãe, de 68 anos, e o filho, de 36, vão ser presentes a tribunal a 27 de Julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.