O jogador Thierry Henry, que se encontra reunido com o presidente da república francesa, Nicolas Sarkozy, foi logo recolhido por uma viatura enviada pela presidência, segundo a mesma fonte.

Um jornalista da agência France Presse adiantou que, ao pé do avião, estacionou um automóvel Renault Espace escuro, semelhante às viaturas oficiais.
Alguns jogadores partiram directamente do aeroporto em aviões privados para os seus destinos.

O aparelho que transportava a selecção de futebol francesa chegou um pouco antes das 11:50 (10:50 em Lisboa) ao aeroporto de Bourget, que se encontrava protegido por um forte dispositivo policial.

Os jogadores eram aguardados no aeroporto por um batalhão de jornalistas, que incluíam muitos repórteres fotográficos e de imagem, e três dezenas de adeptos descontentes com a actuação da equipa francesa no campeonato mundial de futebol.

Duas dezenas de câmaras de televisão e câmaras fotográficas com teleobjectivas estavam alinhadas num terraço do edifício do Museu do Ar e do Espaço, em Bourget.

O presidente francês Nicolas Sarkozy reuniu-se na quarta-feira com membros do seu governo, incluindo o primeiro-ministro, para discutir a eliminação da França sem ganhar um único jogo, exigiu “responsabilidades” pelo “desastre” futebolístico, deu ordem aos seus ministros para que os jogadores da selecção não recebam nenhum prémio económico e anunciou um projecto de renovação do futebol francês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.