“Jogámos verdadeiramente mal, principalmente na primeira parte. Tivemos muitos problemas no ataque para conseguir encontrar espaços e ultrapassar a defesa contrária, mas o resultado jogou a nosso favor”, afirmou Gerardo Martino.

Os “guaranis” empataram sem golos e ficaram no primeiro posto do agrupamento, à frente da Eslováquia, que bateu a campeã em título Itália (3-2), enquanto os “kiwis”, apesar de não terem perdido qualquer dos três jogos ficaram na terceira posição, com três pontos, mais um do que os “azzurri”.

“Foi um encontro muito difícil, mas o que conta, no final, é que conseguimos a coisa mais importante, a qualificação”, concluiu o responsável técnico do Paraguai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.