O avião da Ibéria com a selecção campeã do Mundo partiu de Joanesburgo às 04:50 locais, com mais de três horas de atraso, e deverá chegar ao antigo Pavilhão de Estado do aeroporto de Barajas, de onde a equipa será transferida para um hotel próximo, para descansar.

Cerca das 17:00 (16:00 em Lisboa), os jogadores serão recebidos oficialmente pelo rei Juan Carlos, seguindo depois para o Palácio da Moncloa, sede do Governo, onde serão recebidos pelo primeiro-ministro, José Luis Rodríguez Zapatero.

Depois, arranca um longo percurso, de celebração, pelo centro de Madrid, que terminará com a aclamação na esplanada do Palácio Real.

A autarquia madrilena preparou um longo percurso, duas vezes maior do que o usado durante a saudação à selecção depois da vitória no Europeu de 2008, e reservou mais de 31 mil metros quadrados para a celebração final.

As autoridades preferiram não centrar as celebrações nem na Praça Neptuno nem na Cibeles, respectivamente usadas para celebrações dos adeptos do Atlético de Madrid e do Real Madrid.

Os banhos de multidão deverão começar cerca das 19:00 locais, quando o autocarro aberto arrancará, na Praça da Moncloa, a viagem pelo centro de Madrid, seguindo depois pela Rua Princesa até à Praça de Espanha.

Percorrerá depois a histórica Gran Via, pelo Passeio de Recoletos e pelas praças de Cibeles e Neptuno, antes de passar pelas rotundas de Atocha e Embajadores.

O autocarro viaja depois pela Porta de Toledo, regressando à Praça de Espanha de onde seguirá para a esplanada do Palácio Real.

Todas as ruas estarão cortadas ao trânsito, pelo que as autoridades estão já a recomendar o uso de transporte público num dia que será de celebrações.

A Espanha conquistou no domingo o seu primeiro título mundial, ao derrotar a Holanda na final, por 1-0, após prolongamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.