Tal como Ronaldo, Ruben Amorim não atira a toalha ao chão e acredita que ainda está tudo em aberto.

“Não vou dizer a mais forte [Costa do Marfim entre as selecções africanas], mas é dificil contrariar. Tem um contra-ataque forte. Mas está tudo em aberto para a próxima fase.  Não é transcendente um bom resultado contra o Brasil e faltam dois jogos, estamos confiantes”, disse em declarações à RTP.

O jogador do Benfica salientou ainda a quantidade de empates neste Mundial, o que mostra “o equilíbrio” entre as equipas.

“Era importante vencer, mas este Mundial tem tido muitos empates, está muito equilibrado. Vamos conseguir os dois pontos nos próximos dois jogos”, sublinhou.

Quanto ao remate ao poste de Ronaldo, aos 11 minutos, acredita que “foi azar” e que se fosse golo poderia ter mudado o rumo do jogo.

Portugal empatou sem golos frente à Costa do Marfim, em jogo do Grupo G do Mundial2010.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.