A selecção portuguesa de futebol não foi além de um nulo com a Costa do Marfim no jogo de estreia do Grupo F. Portugal dispôs de uma flagrante oportunidade de golo, com Ronaldo a enviar a bola ao poste, e pouco mais fez, em termos atacantes, até final da partida.

Na primeira parte, Portugal sentiu muitas dificuldades em sair do seu meio-campo, face à maior pressão dos africanos, e o seu contra-ataque raramente conseguiu causar perigo para a baliza de Boubacar Barry.

Contudo, após o descanso, Portugal surgiu um pouco mais adiantado no terreno, equilibrando as operações, mas, excepção para um remate de Meireles e de um cabeceamente de Liedson com algum perigo, voltou a não conseguir criar reais oportunidades de golo.

A Costa do Marfim, que curiosamente abrandou em termos atacantes após a entrada de Drogba, teve uma poderosa reacção nos últimos minutos e poderia ter levado à vitória. Porém, a serenidade da defensiva portuguesa impediu o pior.

Com este resultado fica tudo adiado com vista ao apuramento para a fase seguinte.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.