A selecção portuguesa realizou esta tarde o primeiro treino na Bekker
School, em Magaliesburg, perante uma assistência de 1600 espectadores.
Este é, pelo menos, o número de bilhetes que deram entrada na escola de
Bekker. Do lado de fora o número de pessoas a gritar por Portugal,
Ronaldo ou Simão faz subir para cerca de duas mil.

Mas nem isso fez baixar o entusiasmo dos adeptos que deram início a uma onda de apoio que, pela dimensão, está a ser notícia.

Durante cerca de 1h30, e depois da longa viagem e avião, os 23 eleitos de Carlos Queiroz fizeram um treino de adaptação e mesmo Pepe treinou sem condicionamentos.

Portugal dá, desta forma, o pontapé de saída para a fase final do Mundial 2010 na África do Sul. O primeiro jogo realiza-se a 15 de Junho e, na próxima terça-feira, Queiroz faz o derradeiro teste perante a selecção de Moçambique, na catedral do criquete sul-africano, o Bidvest Wanderers Stadium.

Depois das recentes lesões de jogadores como Didier Drogba, os três jogadores lusos designados para falar à imprensa no final do treino mostram confiança e garantem que isso é um tema que não pode preocupar a equipa. Por isso mesmo, o jogo com Moçambique "será encarado com um jogo do Mundial, pois só dessa forma estaremos preparados", disse Beto no final do treino.
Antes de saírem do relvado os jogadores ainda tinham preparada mais uma surpresa.

Juntos ergueram uma faixa onde se podia ler "Thank you Mogale City" (Obrigado Mogale City).

Os navegadores voltam a treinar esta segunda-feira, às 15h30 (menos uma hora em Lisboa), depois de realizada a conferência de imprensa de um jogador e do treinador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.