"A Coreia do Norte é uma equipa que tem uma abordagem ao jogo muito reservada, aposta muito no processo defensivo, porque coloca muita gente a defender, e que não joga no campo todo, mas tem alguns jogadores rápidos nas transições ofensivas", disse hoje o treinador português.

A selecção comandada por Peseiro não foi além de um nulo na recepção à Coreia do Norte, a 16 de Junho, em Riade, na sexta e última jornada da qualificação asiática. Na primeira volta, a Arábia Saudita, ainda sem o técnico luso, perdeu em Pyongyang, por 1-0.

"Enquanto não sofre golos, e não sofre muitos, é uma equipa muito difícil. Se compararmos com a Coreia do Sul, que é uma equipa mais moderna e ofensiva, esta selecção reduz-se muito ao processo defensivo e fá-lo com paciência, sem se perturbar emocionalmente com o domínio das outras equipas”, explicou Peseiro. "É equilibrada a defender, joga bem à defesa e gosta", frisou.

Em declarações à agência Lusa, Peseiro frisa que a "sorte de ter apanhado duas equipas tão fortes como o Brasil e a Costa do Marfim, resultou também na sorte de ter ficado com uma equipa como a Coreia do Norte".

"Apesar destas características defensivas, temos de ter a noção que está muito longe das outras três selecções. Está no Mundial com algum mérito, mas não tem qualquer tipo de comparação, é uma das selecções mais fracas do Mundial", concluiu.

A Coreia do Norte integra o Grupo G, juntamente com Portugal, Brasil e Costa do Marfim, no Campeonato do Mundo de futebol de 2010, que se realiza na África do Sul, entre 11 de Junho e 11 de Julho.

Na segunda ronda do Grupo G, a 21 de Junho, Portugal vai defrontar a Coreia do Norte, na Cidade do Cabo, às 13:30 (menos uma hora em Lisboa), naquele que será o segundo jogo entre as duas selecções, depois da vitória, em Liverpool, para o Mundial de 1966, por 5-3.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.