Cinco vitórias, dois empates e duas derrotas é o pecúlio da equipa das “quinas” nas nove competições internacionais em que participou.
Contudo, não é possível encontrar uma ligação entre um bom resultado inaugural e uma boa prestação ou entre um mau resultado e uma eliminação precoce.

Por exemplo, no Euro2004, Portugal entrou a perder, com a Grécia, por 2-1, mas atingiu a final, enquanto no Mundial de 1986, a equipa lusa derrotou a Inglaterra por 1-0, acabando por não passar da primeira fase.

Terça-feira, o encontro frente à Costa do Marfim marca a estreia portuguesa no Mundial2010, na África do Sul, naquela que será a quinta presença lusa em campeonatos do Mundo.

A estreia em Mundiais aconteceu a 13 de Julho de 1966, frente à Hungria, com a selecção de Eusébio e Coluna, entre outros, a derrotar os magiares por 3-1, com dois golos de José Augusto e um de Torres.

Portugal acabaria por cair apenas nas meias-finais, frente à anfitriã Inglaterra (1-2), saindo de terras de sua majestade com o terceiro lugar, ainda hoje a melhor prestação de sempre num Mundial.

Se o primeiro Mundial foi para relembrar, o segundo, no México, em 1986, foi para esquecer, apesar da excelente estreia frente à Inglaterra, com um triunfo por 1-0, com um golo de Carlos Manuel.

Depois, seguiram-se derrotas com a Polónia e Marrocos e um adeus prematuro a terras mexicanas, com a participação lusa a ficar marcada pelo célebre caso de Saltillo.

O regresso a um Mundial aconteceu 16 anos depois e, novamente, sem grandes motivos para festejar, com uma das piores entradas em competições internacionais – uma derrota por 3-2 com os Estados Unidos - e uma saída lamentável, com a agressão de João Vieira Pinto a um árbitro.

Em 2006, na Alemanha, nova participação bem sucedida, que se iniciou com um sofrido triunfo sobre Angola, por 1-0, com um golo de Pauleta.

Em relação a este encontro, apenas Ricardo Carvalho, Cristiano Ronaldo e Simão deverão repetir a titularidade, sendo que Miguel e Tiago também foram titulares face aos angolanos.

A final esteve de novo a curta distância, mas uma derrota com a França, como nos Europeus de 1984 e 2000, “matou” as ambições da equipa das “quinas”, que terminou no quarto lugar.

A nível de campeonatos da Europa, a estreia aconteceu em 1984, com o tal nulo com a RFA, seguindo-se um empate com a Dinamarca (1-1), em 1996, um épico triunfo sobre a Inglaterra (3-2, após 0-2), em 2000, uma impensável derrota com a Grécia (2-1), em 2004, e uma vitória face à Turquia (2-0), em 2008

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.