“Tivemos dois golos anulados e no primeiro, definitivamente, não havia fora-de-jogo. O árbitro também nos negou um penálti, por a mesma mão na bola que resultou em duas grandes penalidades assinaladas contra nós nos dois jogos anteriores. Não é um dia negro para o futebol sérvio. O árbitro e os seus auxiliares é que tiveram um dia negro. Foram as suas decisões que ditaram a nossa sorte”, referiu Radomir Antic.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.