O organismo internacional utilizou o critério alfabético para ordenar a entrega dos dossiers, com a candidatura ibérica a apresentar a sua documentação às 15:30 de 14 de Maio, na sede da FIFA em Zurique, Suíça.

A candidatura ibérica será representada pelos presidentes da Federação Portuguesa e da Federação Espanhola, Gilberto Madail e Miguel Angel Villar, respectivamente.

Também presentes estarão os secretários gerais de ambas as federações, Ângelo Brou e Jorge Perez, assim como os directores de comunicação, Onofre Costa e António Bustillo.

O livro da candidatura ibérica à organização do Mundial 2018 ou 2022 já está preparado para ser entregue à FIFA, com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a ter os necessários acordos com Governo, clubes - Sporting, Benfica e FC Porto - e municípios.

A Austrália será a primeira candidatura a apresentar os documentos, seguida da Inglaterra, Holanda/Bélgica, Japão, Coreia do Sul, Qatar, Rússia, Espanha/Portugal e Estados Unidos.

As candidaturas conjuntas de Espanha e Portugal e de Holanda e Bélgica, juntamente com a Austrália, Estados Unidos, Inglaterra, Japão e Rússia a proporem-se à organização do Mundial de 2018 ou de 2022, enquanto o Qatar e a Coreia da Sul apenas se candidatam a 2022.

Em Dezembro, o Comité Executivo da FIFA vai anunciar quais as candidaturas vencedoras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.