"Teria que ser um pouco cego e surdo para não perceber que dificilmente Benzema será convocado, isso parece-me indiscutível", disse o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noel Le Graet, sobre o atacante Karim Benzema e a seleção francesa, esta quarta-feira em declarações à rádio ´RMC`.

"É preciso lembrar que temos um certo número de jogadores com muito talento no ataque e isso tornou-se um problema menor do que em anos anteriores. [O selecionador Didier] Deschamps colocou Benzema jogar durante muito tempo, numa época em que ele não foi brilhante na seleção francesa", lembrou o dirigente.

O avançado do Real Madrid não é convocado desde outubro de 2015, após se envolver num escândalo de chantagem com um vídeo íntimo de outro jogador francês, Mathieu Valbuena, num caso que fez Benzema ser indiciado pela polícia.

Benzema não disputou o Euro2016 e chegou a acusar Deschamps de ter "cedido diante de uma parte racista da França."

Deschamps justificou a não convocação de Benzema (81 jogos pela seleção, 27 golos) citando o "equilibro" e a "harmonia" do grupo.

"Enquanto Didier Deschamps foi técnico, não terei hipóteses de voltar à seleção", lamentou o jogador, três vezes campeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid, em declarações feitas em 12 de novembro à emissora Canal+.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.