Um golo de Cristiano Ronaldo permitiu hoje ao Real Madrid revalidar o título de campeão do mundo de clubes, ao derrotar os brasileiros do Grêmio, por 1-0, na final do Mundial, disputada em Abu Dhabi.

Depois de ter feito um 'hat-trick' na final do ano passado - vitória sobre o Kashima Antlers no prolongamento, por 4-2 -, o português voltou a ser decisivo no triunfo dos campeões europeus, desta vez sobre os vencedores da Taça Libertadores, marcando o único golo do encontro, aos 53 minutos, de livre direto.

"Era um troféu que queríamos ganhar. Sabíamos que íamos defrontar uma equipa muito boa, mas queríamos ganhar porque o Real Madrid nunca tinha conquistado cinco troféus num ano e Zidane já nos tinha dito isso. E por isso 'colocámos as pilhas' e penso que fizemos um bom jogo e fomos uns justos vencedores", começou por dizer Cristiano Ronaldo no final do jogo.

"Os números falam por si, não tenho de falar sobre isso porque dou sempre as respostas dentro de campo. Estou muito feliz, ajudei a equipa a ganhar um troféu, a equipa esteve fenomenal e mais um troféu para o curriculo", acrescentou Cristiano Ronaldo sobre o facto de ter marcado oito golos nos últimos oito jogos, com a conquista da Bola da Ouro pelo meio, e de ser o máximo marcador da história das finais, que nunca perdeu.

Em relação à sua condição física, Cristiano Ronaldo assumiu algumas dificuldades mas garantiu que vai estar apto para o clássico de sábado com o Barcelona.

"Quando começou a segunda parte senti algumas dificuldades, mas prossegui apesar de sentir o gémeo duro, mas acho que sábado [no clássico com o Barcelona] estarei bem", sentenciou o capitão de Portugal.

Este é terceiro título do Real Madrid nas últimas quatro edições - em 2015 ganhou o FC Barcelona - e o sexto no total, incluindo três na versão Taça Intercontinental, conquistados em 1960, 1998 e 2002. O Real Madrid encerra o ano com mais um título, depois da Liga espanhola, Liga dos Campeões, Supertaça europeia e Supertaça espanhola.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.