O jogo entre Portugal e EUA para o Mundial2023 feminino, na segunda-feira, teve em média 1,35 milhões de espetadores, tornando-se o programa noturno com maior audiência na história da televisão norte-americana Fox.

A Fox e a empresa Nielsen anunciaram na quarta-feira à noite que a partida em Auckland, na Nova Zelândia, que começou quando no leste dos Estados Unidos eram 03:00 (08:00 em Lisboa), atingiu um pico de audiência de 1,73 milhões nos 15 minutos finais.

O jogo fixou também um novo recorde de 42.958 adeptos nas bancadas do Eden Park, em Auckland, o valor mais elevado para um jogo de futebol – masculino ou feminino – na Nova Zelândia.

Ainda assim, o jogo com Portugal teve muito menos telespetadores do que as duas primeiras partidas dos EUA, que decorreram em horário nobre.

Mais de 6,4 milhões de pessoas assistiram, em média, ao jogo com os Países Baixos, enquanto a partida de abertura, contra o Vietname, atraiu uma média de 5,26 milhões de telespetadores.

As três partidas dos Estados Unidos na fase de grupos tiveram uma audiência média de 4,35 milhões na Fox, um aumento de 11% em relação ao Mundial2019 feminino, que decorreu na França.

Portugal empatou 0-0 frente aos Estados Unidos, bicampeões do mundo femininos de futebol, no Eden Park, em Auckland, na terceira jornada do Grupo E do Mundial, mas ficou, na estreia, pela primeira fase do Mundial de 2023.

A seleção portuguesa foi afastada da competição, que decorre na Nova Zelândia e Austrália, ao acabar o Grupo E no terceiro lugar, com quatro pontos, ficando a um dos Estados Unidos e a três dos Países Baixos.

A formação comandada por Francisco Neto começou com um desaire por 1-0 face às neerlandesas, em Dunedin, depois venceu o Vietname por 2-0, em Hamilton, e, a fechar, empatou a zero com os Estados Unidos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.