Marcelo Rebelo de Sousa promete, Marcelo Rebelo de Sousa cumpriu. O Presidente da República recebeu esta tarde a Seleção Nacional feminina de futebol, após a sua participação no Mundial da modalidade na Austrália e na Nova Zelândia. Portugal ficou a centímetros de eliminar os EUA, bicampeão do Mundo, nos descontos, e seguir em frente, mas o poste assim não o quis.

Na recepção à comitiva portuguesa, o Presidente da República destacou a superioridade de Portugal nos três encontros da fase de grupos com Países Baixos, Vietname e EUA.

"Disse que vos recebia aqui. Preferia receber muito mais tarde, mas recebia sempre. Sempre. Porque começou com a vossa presença na Nova Zelândia a vitória no próximo Campeonato da Europa. E depois, no Campeonato do Mundo. Já estamos no amanhã mas vamos falar um bocadinho no ontem. Tinha pedido para que fizessem tudo para tornar o impossível possível. E fizeram tudo. Mostraram qualidade", começou por dizer Marcelo, antes de passar a análise aos três encontros de Portugal.

Acompanhe todos os jogos e as notícias de atualidade do Mundial Feminino 2023 no Especial do SAPO Desporto

"Jogaram melhor do que a Holanda, do que o Vietname e melhor do que os Estados Unidos. A vossa qualidade foi superior à daquelas três equipas. Depois, pedi o que por vezes é tratado como garra, mas é mais do que garra. É dar tudo, mas mesmo tudo, para além do tudo. E deram. No primeiro, segundo e terceiro jogos. No terceiro jogo dirão que demos mais do que nunca, mas deram nos três. E acho que foram três grandes jogos. Sei que quando se está nesta ambiente, não se tem a noção exata de tudo o que se passa e como se passa. O primeiro jogo foi um grande jogo, houve um golo fortuito. Tiveram longos momentos em que jogaram de superior para inferior. Jogamos muito bem, muito bem, e as coisas às vezes não correspondem. Segundo jogo, aí podia ter sido 10-0, ou 8-0, 7, 6. Com um bocadinho mais de sorte, acaso, isto ou aquilo. Um domínio claríssimo. E no terceiro jogo, quem parecia campeã do mundo era a vossa equipa. Os outros andavam a gerir o tempo. Mesmo as consideradas melhores jogadoras do mundo, e a melhor jogadora do mundo... A aflição com que tentava ir a todas as bolas... Voltaram a dominar em qualidade técnica e superaram em termos da tal garra. Estavam onde era quase impossível estar. Estavam em quatro sítios ao mesmo tempo. Não estava uma, estavam duas. Deram tudo por tudo", sublinhou.

O Presidente da República elogiou ainda a forma como Portugal fez tremer uma das melhores seleções do Mundo em pleno Mundial de Futebol.

"A equipa norte-americana estava aflita. E vocês, muito confiantes. Depois, como foi dito, o poste nunca está onde devia estar nos momentos cruciais. Por que razão não está uns centímetros mais para o lado ou para o outro? Umas vezes bate e entra, outras vezes bate e volta. Acontece muitas vezes na vida. Foram verdadeiramente excecionais. 1,4 milhões de pessoas às 8h30 da manhã é uma coisa que eu nunca teria na melhor forma que vivi televisivamente. Era na melhor hora da noite... Ponham qualquer político português a falar...", atirou.

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou a ocasião para mandar um recado, ao sublinhar o feito das Conquistadoras.

"O país estava e está mobilizado. Vocês conquistaram o país. Para vocês e para a vossa causa, a da mulher no futebol, no desporto, na sociedade. Está conquistado. Os mais machistas dos machistas estão esmagados. Não faziam aquilo. E por isso é que digo que começou o amanhã. E o amanhã chama-se Campeonato da Europa. Infelizmente não há Campeonato do Mundo de dois em dois anos. Agora é para isso que têm de olhar. O vosso objetivo era chegar lá e ganhar. Seria uma injustiça ver o meu sucessor a ter essa alegria. Por muito que goste do sucessor que os portugueses venham a escolher, prefiro ser eu. Daqui a dois anos sou eu a ver a entrega da taça. Foram melhores tecnicamente. Em capacidade de se darem ao jogo... Fizeram o impossível. Agora têm de sentir o avanço para o passo seguinte. Têm de estar nessa. Quando o estádio vos aclamou, estava a aclamar quem tinha jogado melhor", frisou.

O presidente da República justificou ainda a receção à primeira seleção feminina de Portugal a marcar presença num campeonato do Mundo de futebol.

"Recebi-vos independentemente de terem ido mais longe ou mais perto. Lembro-me sempre de imensa gente que não me recebeu quando não vencia eleições mas estavam todos quando cheguei a Belém. Recebo-vos quando, por um triz, não atingiram o que desejavam, para ter autoridade de vos receber da próxima vez. Têm noção de que são as melhores? Jogaram melhor contra quem havia de melhor... São melhores. Um poste impediu. Muito obrigado, em nome de milhões e milhões de portuguesas e portugueses. O que fizeram por todas as portuguesas não tem preço. Ao fim do vosso percurso, elas tinham mais do que 60 centímetros do que os homens mais próximos com quem conviviam. Sentiam o orgulho do papel da mulher no futebol e na sociedade portuguesa. Quem lhes deu esse sentido de orgulho? Vocês. E claro, sem a equipa técnica... São fundamentais. Não é por acaso que os melhores do mundo dedicam um tempo enorme à preparação física e psicológica. Aprendi isso com o Cristiano Ronaldo e com outros, por onde começava o dia e o tempo que dava a isso. E vamos tirar a selfie! É a selfie que pronuncia a vitória no Campeonato da Europa", finalizou Marcelo Rebelo de Sousa.

A equipa das ‘quinas’ estreou-se em Mundiais femininos, na sua nona edição, depois de duas presenças em Europeus, em 2017 e 2019, com um desaire por 1-0 frente às neerlandesas, mas, somando depois, a primeira vitória de sempre em fases finais, com o triunfo frente às vietnamitas por 2-0, com golos Telma Encarnação e Kika Nazareth.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.