As autoridades do Qatar estão a desenvolver um plano de ação relativamente a crimes menores feitos por adeptos durante o Campeonato do Mundo.

De acordo com a Reuters, a ideia passa por não aplicar ações penais contra adeptos que cometam crimes menores como embriaguez pública.

Enquanto a estratégia de policiamento durante a competição está ainda a ser concluída, a organização do Mundial já terá entrado em contacto com diplomatas e polícias dos países participantes, informando que pretendem ser flexíveis no que toca a infrações de menor importância cometidas por adeptos.

País organizador do Mundial de 2022, o Qatar caracteriza-se pelas suas regras conservadoras e de forte índole religiosa.

Tal política levou a organização a impor algumas restrições durante o Campeonato do Mundo, como por exemplo, a proibição do consumo de álcool dentro dos estádios, tendo propositadamente criado espaços designados para esse efeito.

O Mundial arranca no próximo dia 20 de Novembro, estendendo-se até ao dia 18 de Dezembro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.