Um 'bis' de Cristiano Ronaldo permitiu hoje a Portugal dar a volta ao resultado e vencer a República da Irlanda por 2-1, em jogo da quarta jornada do Grupo A europeu de apuramento para o Mundial2022 de futebol, disputado no estádio Algarve.

No final da partida, em declarações à RTP, Fernando Santos recordou Eusébio para elogiar Cristiano Ronaldo, em noite histórica para o capitão da equipa das quinas.

Recorde de Ronaldo: "O Ronaldo é isto, sempre foi a sua história. Os grandes jogadores são assim, mesmo quando as coisas não estão a correr tão bem como é habitual. Tive um treinador, o Jimmy Hagan, a quem um dia perguntei porque não tirava o Eusébio mesmo quando jogava mal. E ele respondeu: 'e quando eu precisar dele, onde está o Eusébio?'. Os grandes jogadores são assim, aparecem mesmo quando não estão tão bem".

Análise ao jogo: "Nos primeiros 15, 20 minutos a equipa esteve bem. Entrámos bem, com o penálti, uma bola no poste, circulação correta e a procurar jogar. Tínhamos o jogo controlado. A equipa depois perdeu capacidade de reação à perda, as segundas bolas começaram a não ser nossas e o adversário conseguiu colocar longe e criar problemas. Houve uma série de fatores que levou a equipa a não tenha estado bem a recuperar a bola. Ele fizeram golo num lance de bola parada, numa jogada que conhecíamos. Mas o futebol é isso. Na 2.ª parte tivemos de partir um pouco o jogo, colocando o André Silva e o Cristiano mais no lado esquerdo e procurámos o flanco. Fomos fazendo alterações para chegar à vitória. A equipa começou a pressionar mais, instalámo-nos no meio-campo adversário, correndo algum risco. Ficámos a jogar praticamente com dois defesas, tínhamos de arriscar tudo e fomos felizes. Felizes não, fizemos dois grandes golos e a vitória é justa."

Alterações na equipa: "No início da 2.ª parte pensava que podíamos flanquear melhor. Com o Cristiano à esquerda, jogando mais dentro, e com o Raphael a entrar. Nestes jogos quando começa a ficar assim uma das soluções é a segunda bola. Houve várias situações. Houve ali uma fase em que a bola parecia não querer entrar. Isso dá alguma ansiedade mas os jogadores estão de parabéns. Deram tudo para dar a volta e é um resultado justíssimo."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.