O selecionador nacional, Fernando Santos, divulgou esta quinta-feira a lista de convocados para a dupla jornada de qualificação para o Mundial2022. Em conferência de imprensa, o técnico falou sobre as suas escolhas.

A convocatória: "Todos os jogadores que estão na convocatória estavam nos 40 jogadores da lista para as opções do Euro2020. Óbvio que depois tens de largar alguns. Não faz sentido falar de jogadores individualmente. O que deixo como seguro é que todos estavam naquela lista de 40 para o Euro2020. A presença deles é a prova de que a seleção é um espaço aberto, todos estão dentro. Nós analisamos a qualidade, que é um ponto fundamental, e a identificação com aquilo que são os processos da equipa, porque não temos muito tempo para fazer nada".

Dificuldades: "Espero que os meus jogadores respondam à altura do que têm feito. As dificuldades dos jogos vão depender de nós. Se depois de dois meses de treino nos clubes a máquina ainda não está afinada, então na seleção ainda pior. É verdade que a seleção da Irlanda não tem pontos, mas fez um excelente jogo na Sérvia. Está a tentar alterar um pouco a sua forma de jogar, sem perder a caraterística geral dos irlandeses. Há que estar preparados para isso e respeitar o adversário para alcançarmos o nosso objetivo. Temos que estar ao nosso melhor nível, porque é uma equipa que trabalha e luta muito, como todas as equipas britânicas. Se não estivermos ao nosso melhor nível, podemos ter problemas."

Cristiano Ronaldo: "Lesionado não sei se está. Só vi nas notícias. Tenho a certeza absoluta que ele está bem porque não foi reportado nada ao departamento clínico. Se ele tivesse algum problema tinha avisado. Quanto ao mercado é normal que se fale. As capas de jornais do mundo todo falam do Ronaldo. É normal, é o Cristiano Ronaldo, o melhor marcador do Euro, ainda agora fez um golo no último jogo... O que falta dizer do Cristiano? Se está cá de corpo e alma? Quem duvidar disso, vai ter que duvidar de muita coisa. Se há coisa que não se pode duvidar do Cristiano é o amor que tem à seleção nacional."

João Mário e Otávio: "Podem trazer o que entendemos que podem trazer. Um já esteve e não esteve. É jogador da seleção. Outro é a primeira vez, mas tem características que podem ser úteis à seleção. Vamos ver se correspondem ao que espero. Num dos casos."

Euro2020: "Há coisas para retificar e melhorar. No primeiro jogo fizemos 3-0 contra uma excelente equipa. Há sempre coisas para melhorar, a questão é o tempo para o fazer. Precisávamos de um mês para o fazer, com particulares para podermos ir trabalhando, com mudança aqui ou acolá, em termos de posicionamento base. Mas sem tempo, não se podem fazer grandes alterações. O Euro também teve coisas positivas e vamos falar com os jogadores sobre o que correu bem e menos bem."

Depois da eliminação precoce no Campeonato da Europa, em junho último, aos ‘pés’ da Bélgica, nos oitavos de final, a equipa das ‘quinas’ concentra-se agora no apuramento para o Campeonato do Mundo, com uma receção aos irlandeses em 01 de setembro, no Estádio Algarve, e uma visita aos azeris, seis dias depois, em Baku.

Pelo meio, em 04 de setembro, o campeão da Europa em 2016 tem agendado um encontro particular na cidade húngara de Debrecen, com o Qatar, anfitrião do Mundial2022 que foi inserido no Grupo A, de modo a preparar a participação na fase final do torneio.

A fase de grupos da qualificação europeia para o Mundial2022 termina em novembro e o vencedor de cada um dos 10 grupos apura-se diretamente para a fase final, enquanto os segundos classificados vão disputar o ‘play-off' de apuramento, aos quais se juntarão dois vencedores de grupos da Liga das Nações que não consigam qualificar-se diretamente para a fase final ou para o ‘play-off'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.