O conjunto sul-americano, que era considerado um dos que dificilmente passaria a primeira fase, surge surpreendentemente nas meias-finais, sendo mesmo o único representante do seu continente, depois dos afastamentos nos quartos de Brasil, Argentina e Paraguai.

Enquanto o Uruguai, que pela primeira vez em 40 anos marca presença numa meia-final de um Mundial, tenta reviver velhos tempos de glória, após os títulos de 1930 (Uruguai) e 1950 (Brasil), a Holanda volta a tentar chegar a uma final e, depois de a “laranja mecânica” ter falhado em 1974 e 1978, ganhá-la.

No confronto decisivo, o vencedor desta meia-final vai defrontar a equipa que sair da outra partida, em que se vão defrontar Espanha e Alemanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.