O técnico alemão, Joachim Low, defendeu que ambos os conjuntos "mobilizaram todas as suas forças para regressar a casa sem as mãos vazias" depois das “desilusões das meias-finais".

"Na segunda parte, viu-se a força mental da equipa para resistir e alcançar a vitória. Estou satisfeito. A equipa merece. No cômputo geral, conseguimos algo que não era esperado há oito ou nove meses", destacou Low.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.