Kaká, que não actuou contra Portugal por estar castigado, era um dos jogadores em que a tristeza era visível. O companheiro de Ronaldo no Real Madrid afirmou que “mesmo batalhando muito pelo seu país, isso às vezes não é suficiente”.

“É uma tristeza enorme pela eliminação precoce, uma grande frustração. Dei bastante, batalhei pelo meu país, mas muitas vezes isso não é suficiente”, sublinhou o camisola 10, lembrando que nesta fase “os jogos ganham-se nos detalhes e não se pode errar”.

Já Robinho, autor do golo que levou o Brasil a vencer para o intervalo frente à Laranja Mecânica, estava “arrasado” por “não poder dar alegria para os torcedores” e que este jogo se transformou “num dia triste”.

Por seu lado o guarda-redes Júlio César lembrou que “vão se falar muitas coisas, o que se fez e o que se devia ter feito”, mas que “estas coisas acontecem”.

“No segundo tempo estivemos longe do que sabemos fazer e a Holanda, uma equipa experiente, soube administrar o resultado”, referiu.

O Brasil foi esta sexta-feira eliminado do Mundial2010 pela Holanda, que deu a volta ao resultado e venceu por 2-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.