O tunisino Fakhreddine Ben Youssef apontou hoje o golo 2.500 da história dos mundiais de futebol, iniciada a 13 de julho de 1930, com um tento do francês Lucient Laurent, no 4-1 ao México.

Aos 51 minutos do embate com o Panáma, Ben Youssef atirou para a baliza dos panamianos, restabelecendo a igualdade (1-1), depois de um cruzamento da direita de Wahbi Khazri, em encontro da terceira jornada do Grupo G, em Saransk.

O Mundial de 2018, no qual já se marcaram 121 golos, já tinha sido palco de outro golo ‘redondo’, o 2.400, apontado a 16 de junho, o terceiro dia da prova, pelo croata Luka Modric, de penálti, aos 71 minutos, no jogo com a Nigéria (2-0).

Na lista dos golos históricos, consta um português, o central Beto, ex-‘capitão’ do Sporting, que, em 2002, apontou o tento 1.800, mas que não evitou o desaire de Portugal face aos Estados Unidos por 3-2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.