O antigo internacional Paulo Futre e o futebolista Ricardo Quaresma alertaram hoje para a necessidade de a seleção portuguesa não facilitar no Campeonato do Mundo, apontando para os surpreendentes desaires sofridos por Argentina e Alemanha.

“Não podemos facilitar em nenhum momento durante o jogo. Se estivermos a ganhar, muito menos. Temos de estar mais atentos do que nunca, para não acontecer o que aconteceu à Argentina e à Alemanha”, afirmou Paulo Futre, à margem de uma ação de uma loja de produtos eletrónicos, realizada no Centro Comercial Colombo, em Lisboa.

Com 41 internacionalizações e sete golos na equipa das ‘quinas’, com a qual participou no Mundial86, no México, Paulo Futre considera que Portugal tem “a melhor seleção do mundo” e, portanto, poderá ambicionar uma inédita conquista do cetro, no Qatar.

“Temos a melhor seleção do mundo. Sonhar é grátis, mas podemos sonhar acordados, pois temos mesmo uma seleção com um talento incrível. Qualquer um dos 26 pode ser titular, podemos chegar à final e, porque não, ganhar”, expressou o antigo avançado.

Na teoria, Paulo Futre aponta o Uruguai como o adversário mais complicado na fase de grupos, tendo uma “geração espetacular a terminar”, com Godín, Cavani ou Suárez, e conta com vários “jovens que estão a aparecer”, mas colocou o foco no “jogo a jogo”.

Por outro lado, Ricardo Quaresma espera que Portugal entre “com o pé direito” nesta competição, de forma a trazer “confiança” para os restantes encontros, mas lembrou que, num Campeonato do Mundo, “não há jogos fáceis” para nenhuma das seleções.

“Acho que a nossa seleção está preparada. Toda a gente tem o sonho de chegar o mais longe possível, que é a final, e ganhá-la. Acredito que não vai ser um jogo fácil [contra o Gana], mas temos mais qualidade e temos equipa para vencer”, analisou Quaresma.

Em declarações à Sport TV, o antigo internacional português e amigo de CR7  considerou que é hora de fechar o "caso" Cristiano Ronaldo.

"A história à volta do Cristiano já deviam acabar com isso. Ele quando foi para este Mundial já foi motivado e, com esta situação, ainda se vai motivar mais, porque acredito que ainda queira jogar", defendeu.

Já Cândido Costa, que também marcou presença no mesmo evento, mostrou-se “com muitas esperanças” na prestação portuguesa na competição, esperando que a equipa das ‘quinas’ dê “uma alegria aos portugueses, entre bem e faça um grande Mundial”.

“Acho que, desta vez, não é só uma coisa de patriotismo. Temos muito bons jogadores, é um sonho muito válido e palpável. Estou com muitas esperanças”, confidenciou o ex-jogador de Belenenses e FC Porto, entre outros, que nunca se tornou internacional AA.

Portugal e Gana estreiam-se no Mundial2022 na quinta-feira, às 19:00 locais (16:00 em Lisboa), no Estádio 974, em Doha, em jogo do Grupo H do Mundial2022, com os lusos a defrontarem, depois, o Uruguai, na segunda-feira, e a Coreia do Sul, 02 de dezembro.

A 22.ª edição do Campeonato do Mundo decorre até 18 de dezembro, no Qatar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.