Declarações de Walid Regragui, selecionador de Marrocos, após perder com a França (2-0) nas meias-finais do Mundial2022.

Análise ao jogo: "Cometemos muitos erros técnicos na primeira parte. Na segunda, fomos mais habilidosos, perdemos menos bolas, causámos problemas, criámos muitas situações, mas não fomos decisivos nos últimos 30 metros. Frente a uma seleção como a França, sabíamos que, a qualquer momento, podíamos ser punidos com um segundo golo e foi isso que aconteceu. Parabéns à França. É uma grande equipa".

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

Jogo difícil: "Os meus jogadores deram o máximo e chegámos a levantar dúvidas sobre o resultado do jogo. Isso para nós é extraordinário. Ainda mais com tantos jogadores lesionados ou com problemas físicos. Agora, temos de mostrar que isto não foi um acidente, que chegámos justamente a esta fase e vamos lutar pelo terceiro lugar."

Campanha: "Tinha confiança em qualquer dos meus jogadores. O mais importante era podermos dar uma boa imagem, podermos mostrar ao mundo que o futebol marroquino existe e que temos adeptos fervorosos. Para estarmos neste altíssimo nível, e ganhar um Mundial, ainda é preciso trabalharmos mais um pouco. Mas, vistas as coisas, já não estamos assim tão longe."

A França, campeã em título, qualificou-se para a final do Mundial de futebol de 2022 na quarta-feira, marcando encontro com a Argentina, ao vencer Marrocos por 2-0, na segunda meia-final, em Al Khor, no Qatar. Theo Hernández, aos cinco minutos, e o suplente Randal Kolo Muani, aos 79, apontaram os tentos dos campeões de 1998 e 2018 e finalistas vencidos de 2006.

Na final, marcada para domingo, pelas 15h00 (em Lisboa), em Lusail, a França defronta a Argentina, campeã em 1978 e 1986, que, na primeira meia-final, derrotou a Croácia por 3-0. Marroquinos e croatas jogam pelo ‘bronze’, no sábado.

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.