O administrador da SAD do Benfica, Domingos Soares de Oliveira, justificou o resultado líquido negativo de 34.855.766 euros e um capital próprio negativo de 11.825.113 euros, em termos consolidados, com "opções estratégicas tomadas no princípio da última época".

"Os accionistas mostraram-se satisfeitos com as opções que foram tomadas e, portanto, compreendem perfeitamente que este resultado não é mais do que o reflexo daquilo que foram as opções estratégicas tomadas no princípio da última época", referiu o dirigente, no final da Assembleia Geral da SAD benfiquista.

Soares de Oliveira realçou ainda que os accionistas "concordam com a política desportiva que está a ser seguida neste momento" e que a grande preocupação foi "confortar" os accionistas "que investiram o seu dinheiro no capital da SAD".

Além da aprovação do Relatório e Contas, foi igualmente aprovada a proposta de aplicação de resultados, da política de remunerações, esta com todos os votos a favor, bem como a eleição dos novos órgãos sociais para o triénio 2009/2012, com a alteração de um administrador, e da Comissão de Remunerações para o mesmo período.

A fusão da Benfica Estádio com a Benfica SAD foi outro assunto discutido durante a assembleia e Domingos Soares de Oliveira revelou que "o objectivo é que a fusão esteja concretizada até ao Natal deste ano".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.