O Aston Villa ‘abateu’ hoje em casa o ex-líder Arsenal (1-0), em jogo da 16.ª jornada da Liga inglesa de futebol, três dias depois de também ter vencido o tricampeão Manchester City, por idêntico resultado.

Um golo do médio escocês John McGinn deu a vitória à formação de Birmingham, que segue em terceiro, com 35 pontos, agora a um do Arsenal, que caiu para segundo, e a dois do novo líder Liverpool, que mais cedo venceu fora o Crystal Palace.

Este trio seguirá na frente até, pelo menos, a próxima jornada, já que o City, que não vence há quatro jogos (três empates e uma derrota) e que no domingo visita o Luton, está a distantes cinco pontos do Aston Villa.

Com jogo em atraso da ronda está também o Tottenham, quinto classificado e sem vencer há cinco jornadas (quatro derrotas e um empate), que recebe no domingo o Newcastle, com as duas equipas separadas apenas por um ponto.

A 16.ª jornada está para já marcada pelo inédito triunfo do Bournemouth em casa do Manchester United, com a equipa de Diogo Dalot e Bruno Fernandes a cair com estrondo em Old Trafford, numa derrota por 3-0.

Dominic Solanke abriu o marcador para os ‘cherries’, logo aos cinco minutos, ao aparecer a desviar na pequena área, após cruzamento de Cook na direita, conseguindo uma vantagem que se manteve até ao intervalo.

Na segunda parte, com o United inconsequente nas suas ações ofensivas, o Bournemouth dilatou por Billing, aos 68, e ‘matou’ o jogo por Senesi, aos 73, ambos a responderem com êxito de cabeça a cruzamentos de Tavernier.

A agravar a situação, os ‘red devils’ perderam o capitão Bruno Fernandes para a próxima jornada, em que defrontam o Liverpool, em Anfield Road, depois de o médio português ver o cartão amarelo, aos 84 minutos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.