Sven-Goran Eriksson elevou a fasquia na apresentação como novo treinador do Leicester, onde substitui o português Paulo Sousa, demitido após uma série de maus resultados. Para o treinador sueco, antigo seleccionador de Inglaterra e da Costa do Marfim, o futuro é a Premier League inglesa.

"É difícil dizer quando é que isso vai acontecer, pois não começamos na melhor posição, mas vai acontecer. Não quero ser treinador no Championship durante dois ou três anos", atirou o experiente técnico sueco.

O objectivo de subir de divisão poderá exigir reforços para a equipa onde alinham os portugueses Moreno e Miguel Vítor, mas Eriksson está confiante que dinheiro não será um problema no Leicester: "Se precisarmos, haverá dinheiro disponível em Janeiro, não tenho dúvidas."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.