É mais uma voz de crítica em relação à Superliga europeia. Pep Guardiola está dentro do sistema, já que o City é um dos clubes fundadores da Superliga europeia, contudo o timoneiro mostra-se contra os critérios de seleção das equipas.

Veja o vídeo

Guardiola não esconde o desconforto com a situação, apesar de não apontar o dedo diretamente aos dirigentes dos citizens.

"A declaração está lá, mas não há mais detalhes. Eu adoraria que o presidente [da Superliga europeia, Florentino Pérez] explicasse como tomou essa decisão. Eu apoio o meu clube. Amo fazer parte deste clube. Mas também tenho a minha opinião. E como disse, não tenho todas as informações, mas se me perguntar por que é que essas equipas foram selecionadas para jogar esta competição (...) Um desporto não é desporto quando a relação entre esforço e recompensa não existe", começou por dizer Guardiola em conferência de imprensa, prosseguindo.

"Eu já disse no passado que desejo mais competitividade, especialmente na Premier League, e não é justo que equipas que lutem para chegar ao topo e outras já tenham a qualificação garantida. A situação da Superliga europeia tem que ser clarificada. Então, porque é que o Ajax [ganhou quatro Champions] não está entre os fundadores da Superliga europeia?", questionou o técnico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.