O 'The Telegraph' avança esta quinta-feira que Daniel Levy, presidente do Tottenham, está a tentar vender o naming do novo estádio do clube por um período de 15 temporadas, tentando receber em troca um valor na ordem dos 440 milhões de euros, cerca de 29 milhões de euros por cada época.

Inaugurado a 3 de abril, o estádio que veio substituir o histórico White Hart Lane demorou quatro anos a ser construído e é apontado como um dos melhores recintos do não só fo futebol inglês, mas também do futebol mundial.

Tem capacidade para 62 mil espectadores e custou aproximadamente de mil milhões de euros. Um valor que o o presidente dos 'spurs' pretende agora recuperar em parte, procurando um negócio que poderá trazer uma soma verdadeiramente astronómica aos cofres do clube agora treinado por José Mourinho.

O jornal britânico acrescenta, porém, que até agora ainda não surgiu qualquer interessado, garantindo que Daniel Levy só avançará com o negócio se as propostas forem de encontro às pretensões. "Só faremos um acordo de venda dos direitos de nome do estádio se conseguirmos o valor certo, no setor certo, com o dinheiro certo", garantiu o presidente em declarações ao 'Evening Standard'.

Caso o negócio avance nos termos desejados por Levy, este ultrapassará os valores obtidos pelo Manchester City, detentor do recorde inglês no que toca à venda do naming de estádios. Os 'citizens' recebem à volta de 25 milhões de euros por época com o seu 'Etihad'.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.