O Manchester United não foi além de um empate caseiro, a uma bola, frente ao West Ham. O resultado permite aos 'Red Devils' entrarem em lugares de acesso à Liga dos Campeões 2020/21, mas mantém tudo por resolver para a derradeira jornada, agendada para o próximo domingo.

Com Bruno Fernandes no onze inicial e Diogo Dalot no banco, o United entrou forte. Uma vitória por números expressivos praticamente garantia um lugar entre os quatro primeiros e logo nos minutos iniciais Martial e Greenwood obrigaram o guarda-redes do West Ham, a aplicar-se. Mas os 'hammers', que caso evitassem a derrota garantiam em definitivo a manutenção na Premier League, a uma jornada do fim da prova, começaram aos poucos a equilibrar as operações.

Angelo Ogbonna deixou um primeiro aviso, num cabeceamento falhado e, apesar de do outro lado Timothy Fosu-Mensah e Rashford também terem desperdiçado boas oportunidade, em cima do intervalo foram mesmo os visitantes a marcar. Mão na bola de Pogba dentro da grande área do United e golo de Michail Antonio na conversão da consequente grande penalidade.

Não houve tempo para mais na primeira parte, e a segunda abriu, praticamente, com o golo do empate do United. Assistido por Anthony Martial, o jovem Mason Greenwood rematou certeiro, de pé esquerdo, para o 1-1. Foi o 17º golo do jovem atacante de 18 anos na presente temporada.

Motivado pelo golo, o United encostou o West Ham à sua área nos minutos que se seguiram, mas sem criar real perigo e, aos poucos, o West Ham voltou a equilibrar as operações.

Bruno Fernandes, que esteve discreto no encontro, acabou por ver a cartolina amarela perto do fim, por protestos, e o resultado não sofreu mesmo mais alterações. O empate deixa o West Ham com a manutenção garantida (o último lugar abaixo da linha de água vai ser discutido por Watford e Aston Villa) e o United, à condição, no terceiro lugar, ficando à espera do que o Chelsea faça na visita desta noite ao campeão Liverpool, mas ainda longe de ter a vaga na Liga dos Campeões no bolso.

O United soma agora 63 pontos, tantos como o Chelsea(que tem menos um jogo), com quem divide o terceiro posto, e mais um do que o Leicester, que tem 62 e é agora quinto classificado. Mantém-se, pois, tudo em aberto para a derradeira jornada, na qual o conjunto de Manchester visita, precisamente, o Leicester e onde um empate garantirá a vaga na 'Champions' aos 'red devils'.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.