Domingos Paciência enalteceu a “capacidade de sofrimento” dos seus jogadores, no encontro desta noite com a União de Leiria, que venceram por 2-1, e admitiu que a formação minhota “não entrou bem no jogo, com grandes dificuldades de marcação nos primeiros 25 minutos”.

“Acabou por ser um jogo intenso e com emoção até ao fim. A União de Leiria até podia ter feito o 2-0, mas felizmente isso não aconteceu. A nossa parte está feita, com grande sacrifício”, disse o treinador do Sporting de Braga, colocando, assim, pressão sobre o Benfica, que terça-feira recebe o Sporting, no fecho da 26ª jornada, quando faltam quatro jornadas para o final do campeonato.

Apesar do calendário não se mostrar muito difícil para os bracarenses, Domingos Paciência não acredita nisso, alertando que “teoricamente podia ser mais fácil” e salientando que as três equipas (Benfica, Sporting de Braga e FC Porto) “não têm calendários fáceis”.

Com a maioria dos espectadores que esta noite se deslocaram a Leiria, o técnico frisou que isso “criou alguma ansiedade” e que este “é um momento bom, mas de grande responsabilidade”.

O Sporting de Braga venceu esta noite a União de Leiria, por 2-1, e colocou-se provisoriamente a três pontos do líder Benfica, que terça-feira recebe o Sporting, no encerramento da 26ª jornada da Liga de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.