Jorge Jesus comentou o abraço a Manuel Machado no final do encontro, depois de publicamente se terem desentendido por várias vezes. Explicou que a vida é demasiado curta para guardar rancores.

«Somos dois treinadores com muita experiência e temos os nossos motivos, mas isso faz parte do passado. A vida é tão curta e não sou pessoa para ter rancor pelas complicações que tivemos. Somos dois homens crescidos, que defendem os seus interesses, mas a vida é um clic e não podemos viver com essas coisas», terminou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.