“Apesar disso (invasão da Academia e pandemia da COVID-19), e da ausência na ‘Champions League’, já conseguimos contratar os principais ‘targets’ que tínhamos definido, mantendo-nos em cumprimento com o fair-play financeiro. A credibilidade demora muito a construir, mas muito pouco a ser destruída”, escreveu o dirigente no jornal oficial dos ‘leões’.

Bernardo referia-se ao espanhol Pedro Porro, ao internacional português Antunes, ao médio Pedro Gonçalves e o defesa marroquino Feddal, todos jogadores que foram contratados e vão estar à disposição do técnico Rúben Amorim.

De acordo com a imprensa desportiva, o extremo Nuno Santos, do Rio Ave, poderá também ser oficializado como reforço do Sporting nos próximos dias.

“A pré-época de 2020/2021 vai arrancar no futebol com nove jogadores da formação e com uma média de idades inferior a 21 anos. No total do plantel, a massa salarial será aproximadamente 18 milhões de euros ao ano, menor relativamente a setembro de 2018. O ano de 2020 marcará também o regresso da equipa B, após a desistência de há duas épocas em consequência da despromoção para o terceiro escalão do futebol português”, referiu Bernardo.

o administrador da SAD ‘leonina’ considerou ainda que o clube “iniciou um novo capítulo com páginas de linhas direitas”, depois de vários anos a “persistir em tentar escrever direito por linhas tortas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.