Pablo Aimar, agora técnico das camadas jovens da Argentina, recordou a passagem pelas águias.

O antigo criativo não esquece a pressão dos adeptos do Benfica e faz mesmo um ponto de comparação com a responsabilidade da seleção das 'pampas' no Mundial de 2'18.

"[Na Argentina] vais a um Mundial e a única coisa que interessa é ganhá-lo. Somos assim. (...) Aos serviço dos Estudiantes apenas se podia ganhar. Fui para o River e o River não não pode empatar (...) Fui para o Valencia e era uma equipa que tinha de ganhar. (...) Estive cinco no Benfica, onde não podes ganhar por menos de dois golos", afirmou em declarações ao "La Nación".

"É melhor jogar uma equipa que não pode empatar. Habituas-te a lidar com lidar com a pressão", acrecentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.