Alex Telles fez um balanço da última época, a primeira ao serviço do FC Porto, onde manifestou a vontade de deixar um legado nos 'dragões' à semelhança de outros jogadores que deixaram a sua marca na história da equipa.

"Lá fala-se muito do Deco, do Jardel, do próprio Hulk...o Danilo e o Alex Sandro também fizeram história no clube. Quero deixar um legado no FC Porto. Quando sair, quero sentir que fiz algo de bom, que mudei alguma coisa. Esses jogadores servem de exemplo, quero trilhar esse caminho", afirmou o defesaesquerdo, em entrevista à página 'Pioneiro Esportes'.

"Posso dizer que este foi o meu melhor ano. Tive um êxito muito grande, e tive a maior sequência de jogos da carreira. Em números foi o meu melhor ano", acrescentou Alex Telles, recordando aquele que foi o momento mais negativo da temporada transata, a expulsão frente à Juventus.

"Era a partida mais importante da minha vida e fui expulso em dois minutos... Serviu para aprender. Estava tão concentrado no jogo que me esqueci que já tinha um amarelo, fiz outra falta e fui expulso”, recordou.

Sobre os objetivos traçados para a próxima época, o título está no topo das prioridades: "Foi o que faltou este ano". Além disso, o jogador espera ainda vir a ser chamado à seleção brasileira.

"O meu momento vai chegar. Trabalho para isso. Sou jovem, tenho apenas 24 anos. Claro que ficamos sempre à espera, mas nada vai valer a pena se não trabalhar bem no FC Porto", constatou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.