Depois do empate a zero entre o Benfica e o Tondela, no reatar do campeonato português, tendo sido o rastilho de incidentes como o apedrejamento do autocarro do clube e vandalização de casa de jogadores e treinador, o Benfica continua os treinos no Seixal, e em ambiente tenso, diz o jornal A Bola.

Recorde-se que na mesma noite, o presidente do Benfica ficou indignado com a exibição dos jogadores e opções do treinador e esteve 10 minutos à conversa com a equipa, no Seixal, depois do regresso da Luz.

De acordo com a publicação, Bruno Lage, igualmente visado pelas palavras de Luís Filipe Vieira, "assumiu ontem a responsabilidade de recuperar um plantel massacrado pela crítica externa e interna e ainda pela violência física e psicológica" do plantel.

O Benfica prepara o próximo jogo, em Portimão, consciente de que o encontro é muito importante para as contas do título e ânimo dos adeptos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.