20 anos apenas e toda uma carreira brilhante pela frente. Falamos de Miguel Silva, o herói do Vitória de Guimarães no duelo com o Sporting, que terminou com um nulo muito graças ao jovem guardião.

Miguel Silva conquistou a baliza depois da chegada de Sérgio Conceição e tem somado inúmeros elogios. Adepto fervoroso do clube vimaranense, cultiva a forte ligação com os adeptos através da forma como interage com as bancadas, que lhe tem permitido conquistar o estatuto de ídolo.

As exibições deste jovem guarda-redes têm feito as delícias dos adeptos vitorianos, mas como é natural é nos duelos com os 'grandes' que surgem as oportunidades para brilhar a um nível mais alto. E Miguel Silva tem agarrado estes momentos com as duas mãos.

Já no duelo com o Benfica, no início deste ano de 2016, o guardião tinha conseguido assumir-se como o grande resistente. Travou inúmeras tentativas do ataque 'encarnado' e só não travou o remate certeiro de Renato Sanches.

Desta vez Miguel Silva conseguiu mesmo ser decisivo para a sua equipa, que conquistou um saboroso ponto frente a um forte candidato ao título português. Travou tentativas de Slimani, Coates ou João Mário e permitiu à equipa de Sérgio Conceição contrariar as expectativas e manter a luta por um lugar europeu.

Quanto ao Sporting, acaba por sair de Guimarães com apenas um ponto na bagagem, apesar de ter dominado a partida a nível ofensivo. Vai defrontar o Benfica com uma vantagem mínima (um ponto apenas), sabendo que pode perder a liderança em caso de um jogo menos conseguido.

A equipa leonina contou com um ataque muito móvel, com João Mário e Bryan Ruiz como grandes motores, mas acabou por não conseguir transformar o domínio em golos. Por culpa própria também, sim, mas muito graças ao 'muro' que encontrou pela frente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.