Paulo Sérgio abordou hoje o mau momento do Sporting de forma frontal, sem esconder também a sua esperança numa inversão do rumo já amanhã, frente ao Marítimo, em jogo da segunda jornada da Liga.

"As derrotas retiram confiança, mas temos de ter carácter para vestir esta camisola. Ando angustiado desde que perdi em Paços. É verdade que não ando feliz mas não perdi a confiança no grupo", disse esta tarde o técnico leonino, na conferência de imprensa de antevisão do desafio com os maritimistas.

As duas derrotas consecutivas levantaram alguma contestação, mas Paulo Sérgio não se atemoriza: "Não me ponho de bicos de pés nem coloco a cabeça na areia."

Para o embate com o Marítimo, o treinador apela a um Sporting "concretizador e coeso do princípio ao fim".

Por outro lado, as adaptações que Paulo Sérgio tem realizado nos últimos jogos gerou uma 'confissão' do técnico do Sporting. "Fazer adaptações não traz sucesso. Já tinha chegado a essa conclusão antes. Tentámos fazer isso em Paços e penso que funcionou na 1.ª parte. Com o Brondby foi diferente. Entregámos a posição 6 ao André Santos, que desempenhou a função lindamente. Mas aquilo que tínhamos com Pedro Mendes e Maniche era diferente e tivemos de alterar a nossa forma de jogar", explicou. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.