O antigo administrador da SAD do FC Porto, Antero Henrique, admitiu que sempre atuou a mando de Pinto da Costa. Segundo o Correio da Manhã, foi o próprio ex-vice presidente a prestar essa informação, quarta-feira, aos juízes do Tribunal de Guimarães, quando garantiu que sempre que contactava Eduardo Silva, proprietário da empresa de segurança SPDE, o fazia por solicitação direta do presidente dos 'dragões'.

Recorde-se que Antero Henrique é acusado de seis crimes de exercício ilícito da atividade de segurança privada, por alegadamente ter requerido serviços de acompanhamento e proteção pessoal à SPDE, quando sabia que a empresa não dispunha de alvará para o efeito.

O antigo administrador da SAD dos 'dragões' nega a responsabilidade dos crimes que lhe são imputados, revelando que apenas fez de ponte entre a SPDE e Pinto da Costa.

De acordo com a mesma publicação, ficou por explicar o motivo de a SPDE acompanhar o líder portista em determinadas situações, como por exemplo num assalto a casa de um familiar. Assim como o facto de Eduardo Silva ir buscar Fernanda Miranda, ex-mulher de Pinto da Costa, a casa para a levar aos jogos é justificado como "um favor".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.