“Sabemos que vamos defrontar uma equipa forte, moralizada, que tem a esperança de conquistar o título. Vamos defrontar uma equipa poderosa, mas não vamos com receio de fazer o jogo na Luz. Não vai ser um Belenenses defensivo”, disse António Conceição durante a antevisão do ‘derby’ lisboeta de sábado, que opõe o último ao primeiro.

O treinador da formação do Restelo mostrou-se esperançado “em fazer um bom jogo” e assumiu a ambição de “conquistar pontos”, embora reconheça que “as forças são diferentes”.

“Em casa, o Benfica tem sido uma equipa muito forte, com boas exibições e resultados volumosos. A motivação está toda do lado dos jogadores do Belenenses, porque toda a gente gosta de fazer um jogo destes, mas a obrigação está toda do lado do Benfica”, referiu António Conceição.

O treinador dos ‘azuis’ espera que a sua equipa “volte a mostrar a capacidade de futebol colectivo que mostrou no último jogo”, mas com maior eficácia, “porque os jogos ganham-se marcando golos”.

“O Belenenses tem obrigação de fazer um bom jogo, contrariar a força maior do Benfica e discutir o jogo. Fizemos um excelente jogo com o Braga, mas claudicámos. Se tivéssemos concretizado as oportunidades que criámos, podíamos ter saído com outro resultado”, disse o treinador, lembrando a derrota caseira na última jornada (3-1).

Consciente dos pontos fortes dos ‘encarnados’ - “dinâmica de ataque e lances de bola parada” - António Conceição acredita que será fundamental ter “muita concentração” para contrariar o adversário: “Um minuto de desconcentração com uma equipa deste nível é o suficiente para deitar tudo a perder”.

O encontro com o líder da Liga reveste-se de grande importância pela situação que o Belenenses ocupa na tabela classificativa, mas o técnico preferiu alertar para o futuro próximo dos “azuis”.

“Independentemente do que venha a acontecer no jogo de amanhã [sábado], os jogadores do Belenenses têm de estar fortemente motivados para os jogos que faltam. Temos muitas esperanças em tirar o Belenenses do fundo da tabela e atingir o grande objectivo que é a manutenção”, afirmou.

O facto de a partida se disputar mais cedo (17 horas) do que é habitual na Liga portuguesa, também mereceu destaque por parte do técnico: “Eu gosto que os jogos sejam a meio da tarde. Pode proporcionar às pessoas ir ao estádio e nós gostamos de gente no estádio”.

O encontro marcado para as 17:00 de sábado, no Estádio da Luz, será dirigido pelo árbitro Carlos Xistra, de Castelo Branco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.