José Couceiro não se quis alongar muito, quando questionado sobre o lance em que o FC Porto pediu grande penalidade por falta de Vasco Fernandes sobre Otávio. O técnico dos sadinos disse que, de todos os clubes, os ´três grandes` são quem têm menos razões de queixa. Sobre o empate com o FC Porto, Couceiro lembrou que há uma grande diferença de orçamentos entre os clubes pequenos e os ´três grandes`, pelo que um ponto contra eles é como se fosse uma vitória.

Empate com sabor a vitória? "Não sabe porque só dá um ponto. Mas é importante, claro. Meio jogador do FC Porto, do Sporting ou do Benfica pagam toda a nossa equipa, com estrutura e tudo. Pontuar contra estas equipas é uma vitória, mas só dá um ponto".

Há 19 anos que Setúbal não pontuava frente ao FC Porto no Bonfim: "O Setúbal há muitos anos que não pontuava com o FC Porto e por isso foi muito bom. Tivemos a sorte do jogo em alguns momentos, mas também tivemos a possibilidade de marcar. Estou satisfeito com o empenho dos jogadores".

Segredo para travar os ´grandes`: "Só jogamos em linhas mais baixas porque somos obrigados, mas quando nos permitem subimos e pressionamos mais alto. Queremos defender o mais longe possível da nossa área. Temos a nossa identidade e não vamos mudar. Queremos ganhar todos os jogos."

Pedido de penálti do FC Porto: "Não vou comentar. Compreendo que o trabalho dos árbitros não é fácil e eu próprio muitas vezes não dou um bom exemplo. Mas os três grandes, FC Porto, Benfica e Sporting, não têm as razões de queixa que nós temos."

O FC Porto não foi além de um empate a zero bolas com o Vitória de Setúbal, em jogo da 9.ª jornada da I Liga. Quem beneficia com este empate é o Benfica que passa a ter cinco pontos de vantagem sobre os ´dragões` e sete sobre o Sporting.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.