Final de época conturbado para o setor da arbitragem em Portugal. Alguns árbitros acusam a comissão de arbitragem de não divulgar as classificações dos árbitros e dos árbitros assistentes, ao contrário do que ocorreu em anos anteriores.

A não divulgação das notas finais dos árbitros está de acordo com um entendimento estabelecido entre o CA e os seus quadros, de forma a evitar situações de conflito entre os envolvidos na atividade arbitral. Ficou estabelecido que só seria divulgado o nome dos árbitros relegados à segunda categoria e do melhor árbitro do ano.

Ora, avança o jornal A Bola que a insatisfação já se está a fazer sentir. Ninguém coloca em causa que Artur Soares Dias tenha sido o melhor árbitro da temporada. Luís Ferreira (AF Braga), Bruno Esteves (AF Setúbal) e Gonçalo Martins (AF Vila Real) e respetivos assistentes já foram avisados por Lucílio Batista ou por Bertino Miranda, conselheiros do CA, que desceriam de escalão.

"Tenho 20 segundos para te dizer que não contamos contigo para a próxima época", terá sido dito num dos conteúdos das mensagens enviadas aos árbitros e assistentes visados.

Um dos casos que está a suscitar algumas dúvidas é a manutenção de Vasco Santos na elite, depois de nas últimas épocas o portuense ter falhado vários jogos devido a problemas físicos. Tendo em conta o clima de desconfiança gerado, alguns dos conselhos distritais vão impugnar as classificações, com recurso à justiça civil e federativa.

Em declarações ao jornal A Bola, uma fonte do Conselho de Arbitragem, estranha a reação dos árbitros que refere que foram os próprios árbitros a sugerir que não fosse publicadas as classificações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.