Os números são idênticos aos da primeira época do inglês Bobby Robson em Alvalade, mas ainda piores, face a mais um golo sofrido e, fazendo a conversão para três pontos por vitória, a uma maior distância (10 pontos contra sete) para o líder.

Na “era” três pontos (desde 1995/96), os “leões” jamais tinham contabilizado apenas 12 pontos após oito jogos: os piores registos cifravam-se em 13 (2001/2002, 2005/2006 e 2008/2009), seguidos pelos 14 de 2004/2005.

Curiosamente, em 2001/2002, o Sporting acabou por vencer o campeonato, alicerçado em 42 golos (em 30 jogos) de um “super” Mário Jardel, que, então, só se estreou à quarta ronda.

O registo actual iguala, porém, o pior dos últimos 18 anos, a época de 1992/93, que o Sporting comprometeu logo de início: seguia em quarto à oitava ronda e acabou em terceiro, a sete pontos do “vice” Benfica (12 convertendo a vitória para três pontos) e a nove (16) do campeão FC Porto.

Com o recentemente malogrado “Sir” Bobby Robson ao “leme”, o Sporting, de Figo, Balakov, Cadete, Juskowiak, Valckx, Peixe, Ivkovic, Cherbakov ou Capucho, começou com um “nulo” caseiro frente ao Tirsense e depois, no Bessa, perdeu 2-0 com o Salgueiros.

Uma vitória caseira por 4-3 sobre o Famalicão (após 4-0), à terceira ronda, não foi suficiente para colocar a equipa “leonina” no trilho certo, pois seguiu-se um “nulo” em Braga.

Depois, à quinta jornada, o Sporting voltou a ganhar, desta vez de forma clara (3-0 ao Sporting de Espinho), mas o triunfo também não inspirou a equipa: 0-0 em Faro, à sexta, e derrota por 1-0 em Barcelos, à sétima.

O ciclo acabou, ainda assim, da melhor forma para os “leões”, que receberam e bateram o Benfica por 2-0, empurrados por um golo do “meio da rua” de Balakov logo aos 30 segundos. O também búlgaro Yordanov marcaria o segundo, aos 53 minutos.

Volvidos 17 anos, o começo foi idêntico, com um empate (1-1 com o Nacional, com “agradecimentos” para o tento na própria baliza de João Aurélio) e uma derrota (1-2 na recepção ao Sporting de Braga, então líder isolado e 100 por cento vitorioso).

Um triunfo em Coimbra por 2-0, frente à Académica, iniciou uma série de três triunfos consecutivos, mas os dois seguintes foram em casa e nada convincentes: Liedson salvou aos 81 minutos, frente ao Paços de Ferreira (1-0), e o Montenegrino Vukcevic aos 87, face ao Olhanense (3-2), que chegou a liderar por 2-0.

A três vitórias de “rajada” seguiram-se, porém, outros tantos jogos sem ganhar, os dois primeiros sem golos marcados: 0-1 no Dragão, frente ao FC Porto 0-0 na recepção ao Belenenses.

Este trajecto negativo chegou a parecer que iria acabar terça-feira, com mais um golo “tardio”, agora do chileno Matias Fernandez (82 minutos), mas, já nos descontos, o Vitória de Guimarães empatou (1-1), graças ao suplente Rui Miguel.

- As primeiras oito jornadas do Sporting na Liga portuguesa de futebol:

ÉPOCA          V    E    D    GOLOS      P   CL. (DIF. 1.º)

---------------------------------------------------------

2009/10   3    3    2     9-7      12   4.º (-10 Benfica)

2008/09   4    1    3     8-6      13   6.º (-6 Leixões)

2007/08   4    3    1    12-4      15   3.º (-9 FC Porto)

2006/07   5    2    1    13-7      17   2.º (-2 FC Porto)

2005/06   4    1    3    10-11     13   5.º (-7 Braga)

2004/05   4    2    2    14-8      14   5.º (-3 Setúbal)

2003/04   5    0    3    14-11     15   4.º (-7 FC Porto)

2002/03   5    1    2    13-10     16   2.º (-2 FC Porto)

2001/02   4    1    3    14-9      13   4.º (-3 FC Porto)

2000/01   5    1    2    16-9      16   4.º (-5 FC Porto)

1999/00   4    3    1    14-7      15   3.º (-5 Benfica)

1998/99   5    3    0    15-5      18   1.º

1997/98   4    3    1     7-3      15   4.º (-5 FC Porto)

1996/97   6    1    1    13-5      19   2.º (-1 FC Porto)

1995/96   6    1    1    18-5      19   2.º (-3 FC Porto)

1994/95 (x)    7    1    0    17-5      22   1.º

1993/94 (x)    7    1    0    17-4      22   1.º

1992/93 (x)    3    3    2     9-6      12   4.º (-7 FC Porto)

 (x) - Convertendo as vitórias para três pontos. Na referida época ainda valiam apenas dois

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.