Artur Torres Pereira disse, esta sexta-feira, sobre o novo processo disciplinar instaurado a Bruno de Carvalho, onde defender a expulsão do antigo líder do Sporting, alegando o "prejuízo e a instabilidade" provocadas como motivos.

"Os sócios estão tão cansados do prejuízo e da instabilidade que ele tem causado. Perante tudo isto não via com maus olhos uma pena de expulsão", disse o presidente da Comissão de Gestão, em declarações à CMTV, abordando ainda a providência cautelar interposta recentemente por Bruno de Carvalho.

"Não acredito que um juiz dê provimento a uma providência cautelar daquelas. Estamos a falar de alguém que foi destituído por quase 73 por cento dos sócios e apresentou uma providência cautelar com argumentos inválidos", acrescentou Artur Torres Pereira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.