A Associação de Futebol de Lisboa (AFL) ameaçou hoje parar todas as competições desportivas por si organizadas, se o governo insistir na aplicação do decreto-lei que obriga os clubes a pagar o policiamento nos estádios.

«Vamos parar novamente todas as competições na próxima época desportiva, se o Sr. ministro [da Administração Interna], até ao final de agosto, não recuar na aplicação do decreto-lei», acentuou o presidente da AFL, Nuno Lobo, após uma reunião da associação na sede, em Lisboa.

Nuno Lobo adiantou que os clubes reiteraram que não têm orçamento para assegurar o policiamento nos estádios, como determina o diploma aprovado pelo executivo, e vão deixar «25 mil crianças sem competir», caso o executivo mantenha a atual legislação em vigor.

«O sr. ministro quer privatizar a segurança em Portugal, mas nós não vamos permitir», acusou o dirigente da AFL, lembrando que «os clubes querem o policiamento, mas não têm dinheiro para o pagar».

Com a «crise social» que reina no país, os clubes «não têm condições para ter 490 jogos por semana sem policiamento», sustentou.

Nuno Lobo adiantou, por outro lado, que a AFL vai «convidar o ministro a passar um dia em Lisboa, sem seguranças, membros do gabinete ou condutores» para conhecer as instalações de futebol e futsal amadores.

«Temos a consciência, depois deste processo negocial, que o sr. ministro tem alguma dificuldade em perceber o futebol amador», acusou, reiterando o convite a Miguel Macedo para «sair dos camarotes presidenciais dos estádios da I Liga» e observar a realidade.

O dirigente desportivo recordou que «onde há mais ofensas à integridade física é nos escalões de formação, não é nos seniores».

Lobo assegurou que metade dos clubes presentes na reunião admitiram não poder sustentar o policiamento e, nesse sentido, «25 mil crianças vão ficar sem competir», caso o governo insista na aplicação do decreto-lei.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.