O treinador do Moreirense, Augusto Inácio, garantiu hoje que vai a Chaves disputar a 13.ª jornada da I Liga portuguesa em futebol para conquistar três pontos porque é um empate "não é nada" que o satisfaça.

"Nunca me vai ouvir dizer que um empate é um bom resultado. Um bom resultado em Chaves é ganhar o jogo. O empate é só dizer que não perdemos, mas não é nada que me satisfaça", disse Inácio em conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Desportivo de Chaves, no sábado.

O treinador dos minhotos, que chegou a Moreira de Cónegos há cerca de duas semanas para substituir Pepa e soma duas vitórias (2-1 em casa do Feirense para a Taça da Liga e 3-1 na receção ao Nacional para o campeonato), disse ter "respeito pelo Chaves”, elogiando o treinador dos transmontanos, mas frisou que quer continuar o bom ciclo em Trás-os-Montes.

"Em primeiro lugar dar os parabéns ao Chaves e ao seu treinador porque não é fácil uma equipa que sobe de divisão ter este comportamento, esta competitividade e esta pontuação. O mérito é do seu treinador e jogadores, adeptos e direção. Respeitando o adversário que é uma boa equipa e bem trabalhada, a verdade é que nós também somos uma excelente equipa", disse Augusto Inácio.

Para o técnico trabalhar após duas vitórias "é bom, é um bom sintoma, um bom sinal" porque "a mensagem passa melhor num ambiente mais desanuviado" mas isso, salientou, por si só não chega para ganhar ao Chaves.

"É preciso continuidade, é preciso continuar a evoluir, continuar a ter atitude, um espirito de grupo cada vez mais forte e claro que assim estamos mais perto de ganhar. Espero que seja um bom jogo entre duas equipas que jogam bom futebol. São agressivas no bom sentido da palavra e o jogo vai ser determinado num pormenor ou noutro. Acredito na força do Moreirense para ganhar o jogo", disse.

Segundo Inácio "ansiedade e a pressão estão sempre presentes" e "são os resultados que fazem com que as equipas estejam mais à vontade ou menos à vontade, mais confiantes ou menos confiantes".

"As vitórias dão esse alento, como é evidente. Os jogadores acreditam mais nas suas capacidades e no coletivo. Se não formos rigorosos em Trás-os-Montes não vamos ganhar o jogo. Temos de ser pragmáticos e criativos. Se não tivermos isso em campo, não trazemos pontos. Se tivermos isso em campo, temos boas possibilidades de os trazer", analisou.

O Moreirense, atual 15.º classificado com 11 pontos, visita o Desportivo de Chaves, oitavo com mais cinco, sábado, pelas 18:15 horas, num jogo com arbitragem de Artur Soares Dias da Associação de Futebol do Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.