O Desportivo das Aves emitiu, este domingo, um comunicado onde explicou o que aconteceu no final da partida entre avenses e o Sporting quando uma adepta da equipa da casa levantou a mão e tentou acertar em Bruno Fernandes.

O clube avense explicou que familiares de Bruno Fernandes estava presentes numa zona destinada aos adeptos da casa, e sublinhou que a adepta veio já a público pedir desculpas.

Confira o comunicado na íntegra:

1. Entendemos que cause algum desagrado aos nossos sócios a presença de adeptos adversários na bancada da porta 7, contudo, o CD Aves – bem como qualquer clube nas mesmas circunstâncias – é, segundo o regulamento da competição, obrigado a ceder aos clubes adversários 50 convites de primeira categoria (ora, no nosso estádio, é considerada a bancada da porta 7, a única que tem cobertura).

2. O clube e toda a família avense regem-se por alguns valores ímpares como o respeito e o “fairplay”. Somos uma vila e um emblema conhecidos por saber receber todos aqueles que nos visitam.

3. A referida adepta já veio a público expor a sua versão dos factos e pedir desculpa pelo seu ato, facto que demostra que somos gente humilde e de bem.

4. Lamentamos e repudiamos as proporções que o episódio tomou, nomeadamente, nas redes sociais, onde proliferam comentários maldosos e injustificados de inúmeros utilizadores. Nada legitima o ódio gratuito.

5. Felizmente, estes episódios são muito raros o que reflete a forma saudável como os nossos adeptos vivem o desporto rei."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.