Decorridas oito jornadas na I Liga, há balanços a fazer aproveitando a paragem para os jogos de seleções.

Num olhar para o número de golos apontados à oitava jornada do campeonato e fazendo um comparativo com o ano passado, de dizer que até ao momento foram apontados 182 golos nas primeiras oito jornadas da prova em comparação aos 175 marcados no mesmo período na edição 20/21 da I Liga. O que se traduz numa média de 2,53 golos por jogos contra os 2,43 da época passada.

De referir que esta temporada, 53% dos 73 jogos disputados contaram com três ou mais golos. Em oito jornadas apenas seis partidas terminaram com 0-0 no marcador, curiosamente com o V. Guimarães envolvido em três duelos e o Marítimo em dois.

Jogos que terminaram com um (0-0) no marcador até à oitava jornada em 21/22.

Estoril - V. Guimarães da (2.ª jornada); SC Braga - V.Guimarães (3.ª jornada); V. Guimarães- Belenenses SAD (5.ª jornada); Famalicão - Marítimo (6.ª jornada); Portimonense - Vizela (7.ª jornada) e o Marítimo-Moreirense (8.ª jornada) terminaram sem golos.

O Benfica é neste momento o melhor ataque com 19 golos apontados, seguido do FC Porto (13 golos) e Sporting (13), leões e dragões contam com o mesmo número de golos. Inversamente, o Belenenses SAD é o pior ataque com apenas cinco golos, com o Arouca como a pior defesa, com 16 golos averbados. Fazendo um comparativo com a temporada passada, o Sporting à oitava jornada liderava o campeonato com 22 pontos, com o melhor ataque e defesa - 21 golos marcados e cinco sofridos, seguido do SC Braga com 16 pontos (13 golos marcados e sete sofridos) e do Benfica (18 pontos, 19 golos marcados e 10 sofridos) e FC Porto (16 pontos, 19 golos marcados e 10 sofridos), respetivamente.

Em relação à época passada, o para já líder Benfica conta com mais três pontos (18 para 21),  o mesmo número de golos (19) e sofreu menos cinco golos que nos mesmo período do ano passado (passou de 10 para cinco sofridos).

No ano passado, os encarnados eram terceiros da tabela. O campeão Sporting conta com 20 pontos, menos dois pontos que o ano passado, onde por esta altura era líder isolado, mas é na capacidade concretizadora que há uma diferença substancial: São menos sete golos de 20/21 para 21/22 (de 21 para 13), um capítulo em que o Sporting terá que melhorar como já admitiu o técnico Rúben Amorim. A nível defensivo, os leões são a defesa menos batida com quatro golos sofridos, - menos um que o ano passado - juntamente com a surpreendente equipa do Portimonense que ocupa neste momento o quinto posto à frente do SC Braga. Os bracarenses estão na sexta posição com 13 pontos, menos cinco do que em igual período do ano passado, altura em que ocupavam a segunda posição. Os arsenalistas apontaram 12 golos (menos um que na época anterior) e sofreram oito (mais um do que em 20/21).

Nota de relevo para o sensacional Estoril Praia, com os recém promovidos à I Liga, a ocuparem o quarto lugar da tabela, com 15 pontos, a cinco de FC Porto e Sporting. A equipa da linha de Cascais soma quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota frente aos leões.

Já o FC Porto, segundo da tabela, em igualdade pontual com o Sporting soma 20 pontos, encontra-se a um do primeiro classificado Benfica. Por esta altura, no ano passado era 4.º classificado, somava menos quatro pontos, mas mais um golo marcado (19 contra os 18 desta época) mas mais cinco golos sofridos (10 contra os cinco desta época).

Os encarnados são ainda a equipa que soma mais vitórias (7). Por outro lado, o 'lanterna vermelha' Famalicão somou apenas por uma vez os três pontos. O Arouca é quem conta com mais derrotas (cinco em oito jogos).

Em relação a goleadas, o FC Porto lidera, com duas: Contra ao Moreirense (5-0) e frente ao Arouca (3-0).

Analisando os oito primeiros jogos da prova também se conclui que o nosso campeonato está mais competitivo na luta pelos primeiros lugar. O líder está com os perseguidores à perna, com dragões e leões a apenas um ponto. A diferença do sexto classificado para o primeiro da tabela também é menor em relação à época transata, com o SC Braga a oito pontos do Benfica, quando em 20/21 o V. Guimarães já se encontrava a nove pontos do líder Sporting. Os leões também detinham uma liderança mais confortável em relação ao segundo classificado SC Braga - quatro pontos de diferença.

Na cauda da tabela de referir o início muito negativo do Famalicão, que soma apenas três pontos em oito jogos, contra os cinco do Farense em 20/21. Os algarvios eram por esta altura o lanterna vermelha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.