O já despromovido Belenenses conquistou hoje a segunda vitória caseira da época, ao bater a União de Leiria por 5-2, na 29.ª e penúltima jornada da Liga portuguesa de futebol, proporcionando aos adeptos um bom espectáculo.

Lima (oito minutos), José Pedro (15), Mustafa (52), Miguelito (68) e André Pires (77) marcaram para o conjunto da casa, enquanto Cássio (cinco) e Marco Soares (45+3) apontaram os tentos visitantes.

Com a descida à Liga de Honra decretada na última jornada, com a derrota frente ao Vitória de Guimarães (2-0), os “azuis” entraram em campo apenas com a ambição de limpar a má imagem deixada ao longo de toda a época.

Já os leirienses, que haviam empatado em casa com o Sporting na ronda anterior (1-1), ainda sonhavam com a possibilidade de se qualificar para as competições europeias da próxima temporada.

O encontro do Restelo, com as bancadas muito “despidas”, começou muito “mexido” e, logo aos cinco minutos, os visitantes adiantaram-se no marcador, por intermédio de Cássio, depois de Bruno Vale largar um primeiro remate.

No entanto, o Belenenses responderia três minutos depois, com Lima a cabecear para o fundo das redes, depois de uma jogada de entendimento entre José Pedro e Barge, com este último a cruzar para o avançado brasileiro.

As oportunidades de golo sucediam-se e seria novamente a formação do Restelo a facturar, pelo “capitão” José Pedro, que apontou uma grande penalidade, a castigar derrube do guardião Djuricic a Lima.

Em desvantagem, o conjunto de Leiria partiu em busca da igualdade e dominou o encontro durante largos períodos, embora sem incomodar Bruno Vale, que via os seus companheiros recuarem demasiado no terreno, tentando defender a vantagem.

Perante a posição expetante do Belenenses, o Leiria aproveitaria os últimos minutos da compensação do primeiro tempo, para igualar o encontro, na marcação de um livre directo, com Marco Soares a aplicar um pontapé colocado.

Logo nos primeiros minutos da segunda parte, Zé António teve a possibilidade de colocar os visitantes em vantagem, mas seria o central argentino Mustafa a fazer o terceiro dos “azuis”, num lance confuso dentro da área leiriense.

O Belenenses “cresceu” na partida e, depois de estar perto do golo em três ocasiões, acabou por dilatar a vantagem, aos 68 minutos, com o canhoto Miguelito a marcar de pé direito, para, 10 minutos depois, André Pires fazer um “golão” de fora da área.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.